Angelino - O Anjinho Distraído | Faixas na cabeça. Bonitinhas, mas perigosas.
16562
post-template-default,single,single-post,postid-16562,single-format-standard,woocommerce-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,vss_responsive_adv,columns-4,qode-theme-ver-8.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.9.2,vc_responsive

Faixas na cabeça. Bonitinhas, mas perigosas.

28 set Faixas na cabeça. Bonitinhas, mas perigosas.

As bebezinhas costumam ficar lindinhas com faixas, tiaras e lacinhos. Mas será que esses adereços são confortáveis ou seguros?

Para alguns osteopatas, as faixas podem comprimir a sutura occiptomastóidea e o nervo vago (que comanda o sistema gastrointestinal), que passa próximo dessa região. Por isso, o uso de faixas pode estar relacionado com os sintomas de refluxo gastroesofágico e até insônia.

Os ossos do crânio do bebê se movimentam desde o nascimento, pois fazem parte de um único tecido e, como a ossificação não está formada, permite uma flexibilidade articular relacionada com o funcionamento de todo o corpo da criança. Muitos fatores podem atrapalhar o movimento e a flexibilidade do crânio do bebê, entre eles a faixa.

Para que não haja risco, não use faixas ou tiaras que apertem a cabeça do bebê e fique de olho nos sinais:

  • O bebê se movimenta para tirar a faixa;
  • O bebê pode ficar inquieto ou sonolento;
  • Dorme mal no dia em que usou a faixa;
  • Aumenta o refluxo gastroesofágico no dia em que usou a faixa;
  • Alteração do funcionamento do sistema gastrointestinal.

Em caso de suspeita, interrompa o uso e discuta o assunto com o pediatra, na próxima consulta.

 

Fonte: Saúde Curiosa

Sem comentários

Enviar um comentário