Parquinho seguro. - Angelino - O Anjinho Distraído
16394
post-template-default,single,single-post,postid-16394,single-format-standard,woocommerce-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,vss_responsive_adv,columns-4,qode-theme-ver-8.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.9.2,vc_responsive

Parquinho seguro.

04 ago Parquinho seguro.

A Norma NBR 16071 da Associação Brasileira de Normas Técnicas apresenta as diversas especificações que devem ser seguidas na construção dos brinquedos, planejamento dos espaços e manutenção dos parquinhos para evitar que as crianças se machuquem ao brincar.

Para ajudar os responsáveis pelos pequenos a verificar se o local que frequentam é seguro, a ONG Criança Segura separou algumas dicas para uma inspeção rotineira do ambiente:

– Verifique se a estrutura não tem trincas, deformação, afrouxamento ou rompimento.

– Observe o acabamento, se há falta de revestimento, ferrugem, corrosão, lascas, etc.

– Veja como está o estado dos componentes consumíveis. Há peças ausentes, deformadas, rompidas, ganchos gastos ou abertos?

– Examine as quinas dos brinquedos. Existem protuberâncias, pontas agudas ou cantos afiados?

– Note se as barras, corrimãos ou barreiras estão vergados, rompidos ou afrouxados.

– Analise se as partes móveis estão com rolamentos gastos, se falta lubrificação ou há emperramento ou barulho excessivo.

– Certifique-se que os pisos, degraus e apoios de pé não tenham partes faltando, quebradas ou com falta de superfície antiderrapante.

– Observe se os assentos dos balanços estão danificados ou com peças sem firmeza.

– Veja se bueiros, buracos e canais próximos ao local do parquinho estão bloqueados.

Caso você observe alguma situação que possa representar perigo para as crianças, entre em contato com o responsável pelo parquinho ou com a prefeitura da sua cidade.

 

Fonte: Criança Segura

 

Sem comentários

Enviar um comentário