Angelino - O Anjinho Distraído | Quando as crianças podem andar no banco da frente dos carros?
16840
post-template-default,single,single-post,postid-16840,single-format-standard,woocommerce-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,vss_responsive_adv,columns-4,qode-theme-ver-8.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.9.2,vc_responsive

Quando as crianças podem andar no banco da frente dos carros?

28 mar Quando as crianças podem andar no banco da frente dos carros?

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (Lei nº 9.503, artigo 64), as crianças só podem ser transportadas no banco da frente a partir dos 10 anos de idade. Mesmo assim, a prudência pede que os pais evitem ao máximo, pelo menos até os 12 anos, certificando-se de que o cinto de 3 pontos esteja posicionado corretamente: sobre o ombro e acima das pernas da criança (nunca passando pelo pescoço ou barriga).

Mas, infelizmente, esta é uma das falhas mais cometidas por motoristas brasileiros, assim como o uso inadequado de acessórios e dispositivos de segurança. Não é por acaso que os acidentes de carro são os que mais matam crianças no Brasil.

Exceções:

O transporte de menores de 10 anos no banco da frente só é permitido em situações especiais:

  • Se a quantidade de crianças no carro com menos de dez anos for maior que a capacidade do banco traseiro (4 crianças, na maioria dos casos). Neste caso, a criança de maior estatura poderá se assentar no banco dianteiro, desde que utilizando sinto de segurança adequadamente.
  • A mesma exceção é aberta caso o veículo só possua bancos dianteiros (como o caso das caminhonetes).

Airbags e a segurança das Crianças

Caso seja necessário transportar uma criança menor de 10 anos no banco da frente, é preciso desativar o airbag frontal.

A abertura da bolsa inflável pode causar ferimentos graves nas crianças se elas estiverem no banco da frente do carro. O airbag foi desenvolvido para proteger adultos, por isso pode machucar gravemente uma criança.

Se não for possível desativar o airbag, mantenha o banco o mais longe possível do painel e certifique-se sempre de que o cinto de segurança esteja colocado corretamente. Verifique se a criança está confortável e segura. Se ela estiver muito baixa em relação ao cinto pode ser necessário o uso do assento de elevação.

Multas

O Código de Trânsito Brasileiro é bem rígido quanto as normas dos ocupantes de um veículo. Segundo o Artigo 168, “Transportar crianças em veículo automotor sem observância das normas de segurança” gera uma infração gravíssima, levando à multa de penalidade. Além disso, medidas administrativas como a retenção do veículo até a resolução da irregularidade podem ocorrer.

 

Fonte: Criança Segura/Autos e Carros

Sem comentários

Enviar um comentário