Saiba como agir em casos de afogamento. - Angelino - O Anjinho Distraído
16621
post-template-default,single,single-post,postid-16621,single-format-standard,woocommerce-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,vss_responsive_adv,columns-4,qode-theme-ver-8.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.9.2,vc_responsive

Saiba como agir em casos de afogamento.

17 out Saiba como agir em casos de afogamento.

Os afogamentos são a terceira maior causa de morte acidental de crianças e adolescentes em todo o mundo. E o Brasil, com sua grande extensão de praias, rios e lagos, ajuda a puxar a média para cima. Bastam apenas 2,5 cm de água (2 dedos) para uma criança se afogar, por isso, precisamos ficar atentos aos baldes, banheiras e piscinas de plástico, também.

No caso de afogamento com grande quantidade de água, a primeira coisa a fazer é resgatar a criança. Se ela estiver respirando, coloque-a de lado para que possa expelir a água que bebeu.

Se não estiver respirando, aplique a respiração boca a boca e massageie o tórax da criança, alternadamente. Recuperar a respiração o mais rápido possível é muito importante para evitar que a criança sofra alguma lesão cerebral.

Procure deixar a cabeça da criança numa posição mais baixa que o peito para evitar que se afogue com seu próprio vômito. Em seguida, tampe o nariz da criança, coloque sua boca envolvendo a boca dela e comece a soprar ar para seus pulmões. Se o bebê for pequeno, envolva com a sua boca toda a área da boca e nariz dele e sopre, procurando não deixar o ar escapar pelos lábios. Após cada soprada, massageie o peito da criança com as duas palmas das mãos, uma sobre a outra, pressionando cerca de 2 a 3 cm do tórax, em séries de 5 a 10 vezes, num ritmo de duas a três vezes por segundo. Intercale a respiração boca a boca com a massagem no tórax até que a água seja expelida e a criança volte a respirar.

Leve a criança para o lugar quentinho e seco mais próximo e coloque cobertores ou algo que a aqueça.

Confira sua respiração e pulso. Se estiver consciente, coloque-a em posição de recuperação e controle sua respiração. Acalme a criança.

Troque suas roupas úmidas e isole-a do frio.

A criança deve receber ajuda médica imediatamente, assim que possível.

 

Fonte: Guia Infantil

Sem comentários

Enviar um comentário